No começo deste mês de julho, a Uber completou 7 anos no Brasil, com as marcas de 1 milhão de motoristas cadastrados e usuários com mais de 8 mil corridas. No entanto, ao longo do tempo, mudanças são aplicadas na plataforma de transporte. Até a concorrente 99 não está isenta de modificações com o tempo.

Algumas delas podem ser agradáveis, enquanto outras têm o risco de desagradar. Nas últimas semanas, o TudoCelular tem recebido e visto queixas de leitores e outras fontes, tanto motoristas como passageiros, sobre algumas alterações mais recentes. Entenda o caso.

Uma das maiores queixas se trata da demora para chegar o motorista. Alguns relatos vistos em redes sociais dão conta de que a impressão passada é que os condutores forçam o cancelamento por parte dos usuários.

Os passageiros estariam esperando cerca de 1h30 para conseguir iniciar a viagem, sem contar as vezes que elas nunca têm início. Veja alguns exemplos abaixo:

Se, de um lado, os usuários reclamam pela demora até conseguir uma carona; do outro, os motoristas se queixam pelos baixos valores repassados do aplicativo para eles. Um dos motivos seria a mudança na forma de os apps cobrarem e distribuírem as viagens.

De acordo com o Estadão, um membro da Associação de Motoristas de Aplicativos de São Paulo (Amasp) chegou a relatar que os valores repassados pelos apps não têm um reajuste desde 2015 e são insuficientes para cobrir gastos com combustível e outros custos.

Outro ponto é que o condutor passou a ter uma pré-visualização com o tempo previsto e a distância do destino. Isso se soma ao fato de o valor dinâmico ter se tornado fixo. Até então, essa tarifa valorizava mais quando o parceiro possuía mais busca por viagens.

Na prática, os motoristas recusariam corridas nas quais passariam por congestionamentos ou áreas de risco que os impediriam de ganhar mais e ainda trariam mais prejuízos em custos e perigos.

As iniciativas Uber Promo e 99Poupa estão entre os alvos de reclamações. No último dia 18 de julho, motoristas chegaram a fazer protestos em carreatas no Rio Grande do Sul, com os pedidos de reajuste dos R$ 0,90 por quilômetro rodado e do fim dessas promoções.

O Uber Promo e o 99Poupa são modalidades que oferecem viagens mais baratas aos usuários em períodos com demanda menor. No entanto, no caso dos condutores, essa modalidade significa rodar mais para ganhar menos por corrida.

O TudoCelular entrou em contato com a Uber e a 99, principais alvos de reclamações, para entender o que está acontecendo. A primeira explicou que, no caso das demoras, a situação foi causada pelo avanço da campanha de vacinação e a reabertura das atividades comerciais pelas autoridades, que gerou um crescimento na demanda.

Por outro lado, ressaltou que, na penúltima semana, os ganhos dos parceiros da Uber foram os maiores desde o começo do ano.

“Na penúltima semana, os ganhos de quem dirige com o app da Uber foram os maiores desde o início do ano. Em São Paulo, por exemplo, os parceiros que dirigiram por volta de 40 horas ganharam, em média, de R$ 1.200 a R$ 1.300 por semana. Isso significa que os motoristas estão com média de ganhos mensal superior aos rendimentos mensais de várias atividades no país, como fisioterapeutas, intérpretes, marceneiros ou corretores de seguros, por exemplo, de acordo com dados do site Trabalha Brasil, que compila essas informações.

A Uber opera um sistema de intermediação de viagens dinâmico e flexível, por isso buscamos sempre considerar, de um lado, as necessidades dos motoristas parceiros e, de outro, a realidade dos consumidores que usam a plataforma, tendo em vista o equilíbrio entre oferta e demanda que é fundamental para a plataforma.

Com a pandemia, pessoas que antes não usavam a Uber no dia a dia agora estão optando pelo app. Uma pesquisa feita pelo Datafolha mostrou que os brasileiros consideram os apps de mobilidade um dos meios mais seguros para se locomover no contexto da pandemia e, dentre as empresas no mercado, a mesma pesquisa identificou que os entrevistados consideram a Uber a mais segura.

Esse contexto de alta demanda por viagens vem se acentuando nas últimas semanas, conforme o avanço da campanha de vacinação e a reabertura progressiva de atividades comerciais pelas autoridades. Nesse sentido, os usuários estão tendo de esperar mais tempo por uma viagem porque, especialmente nos horários de pico, há mais chamados do que parceiros dispostos a realizar viagens. A demanda elevada significa que o app da Uber está tocando sem parar para os parceiros, situação em que eles relatam se sentirem mais confortáveis para recusar viagens, pois sabem que virão outros chamados na sequência, possivelmente com ganhos maiores.”

Uber

Já sobre o Uber Promo, a companhia ressaltou que os condutores possuem liberdade para decidir que vão aceitar ou não esse tipo de viagem.

“O UberX Promo é uma categoria que oferece viagens a preços 15% a 20% mais baixos e que só opera em horários em que os parceiros estão precisando esperar mais entre uma viagem de UberX e outra.

Os parceiros têm liberdade para decidir se querem ou não aceitar viagens de UberX Promo, mas quem aceita sabe que, com ele, o app não para de tocar.

E sabe que os usuários são, em sua maioria, pessoas que não usavam UberX com frequência, mas agora precisam pensar em fugir das aglomerações, na hora de se locomover.

Pesquisa Datafolha de 2020 mostra que as pessoas que não têm carro consideram apps como a Uber um dos meios mais seguros para se deslocar na pandemia, ao lado da bicicleta.”

A 99 seguiu a mesma linha na resposta e reforçou a possibilidade de o motorista desativar a função a qualquer momento, além de, caso resolva habilitá-la, ver a lista e escolher a que entender ser mais conveniente.

“A 99 prioriza a melhoria contínua dos ganhos e maior eficiência na rotina dos motoristas parceiros, tanto que já garantiu mais de R$ 2,5 milhões em desconto nos postos da rede Shell este ano e investiu mais de R$ 150 milhões, durante a pandemia, em novos serviços e medidas de segurança para apoiar quem precisou sair de casa.

O 99Poupa foi um dos serviços lançados para oferecer mais uma opção de ganho para os condutores parceiros. É importante esclarecer que o motorista parceiro tem a liberdade de escolher ou não habilitar a categoria sem qualquer tipo de restrição, podendo desativá-la a qualquer momento. Ao habilitá-la, o motorista ainda conta com um recurso que permite acessar uma lista de corridas disponíveis e optar pela que achar mais conveniente.”

99

Você é usuário ou motorista de algum desses aplicativos de carona e já passou por alguma situação mencionada? Relate o seu caso para a gente no espaço abaixo!

Fonte original